O que visitar na 10ª Edição da Brasil Game Show (@BrasilGameShow #BGS10)


Enfim, passando pra finalmente tirar a poeira daqui *cof cof*

Hoje começa a maior feira de games da América Latina e, eu como uma pessoa que gosta muito de jogos, mesmo ultimamente jogando bem menos do que gostaria estarei por lá. Como sei que algumas pessoas vão pela primeira vez e talvez precisem de dicas, resolvi escrever essa postagem.

Esse vai ser o primeiro ano do Arthur na BGS, então fui obrigada a escolher prioridades, entre elas estão: 

  • UBISOFT

Sempre contando com um dos estandes mais movimentados da BGS prioritariamente pelo campeonato de Just Dance, esse ano tem ainda aguardado lançamento de Assassin's Creed Origins que vai dar até aulas sobre o Egito Antigo. Outros lançamentos presentes no estande são Far Cry 5 e South Park: A Fenda que Abunda Força. Bruno Guerin e Alexander Karpazis, produtores de Assassin’s Creed Origins e Far Cry 5, respectivamente estarão presentes no estande assim como outras atrações como influenciadores digitais.

Divulgação Ubisoft

[2017-09-05] Brasil Game Show - HEADER
Divulgação Ubisoft
Como nos outros anos, quem não estiver presente pode acompanhar todos os dias pela internet a cobertura completa feita por eles no Twitch e no YouTube. Vale a visita também ao estande pela lojinha com produtos exclusivos.


    Nenhum texto alternativo automático disponível.
    Divulgação Ubisoft
    • WBGames

    Trazendo as suas estrelas nos consoles como FIFA 18, Terra-média: Sombras da Guerra, Marvel vs. Capcom: Infinite, Monster Hunter World, LEGO Worlds, LEGO Star Wars, LEGO Ninjago, LEGO Marvel Super Heroes 2 e Need For Speed Payback e jogos para dispositivos móveis no estande entre eles Terra-média: Sombras da Guerra.

    Terá também uma loja de produtos licenciados monta para vender produtos marca DC Comics que terá um provador virtual de Liga da Justiça e uma experiência de Realidade Virtual também da Liga da Justiça, o filme que estréia em novembro e você pode conferir o trailer aqui.

    Pra completar a programação, terão alguns influenciadores digitais e parceria exclusiva da Machinima, fazendo gameplay com o Rapha Negrão, campeonatos de EA SPORTS FIFA 18 e de Injustice 2 e um pocket show no local no Domingo (15/10) às 15h da banda brasileira Haikaiss.

    Divulgação
    E em comemoração aos 25 anos de Mortal Kombat o eterno Deus do Trovão, Raiden, foi adicionado à lista de personagens de Injustice 2 na DLC que está disponível desde o dia 6 de outubro. E a partir do dia 5 de outubro, as versões mobile de Injustice 2, Mortal Kombat X, Injustice: Gods Among Us e WWE Immortals receberam conteúdos especiais de Mortal Kombat, introduzindo novos e excitantes personagens. 

    Para completar as comemorações o criador do jogo Ed Boon estará na BGS também.


    • Ponto Frio e Casas Bahia

    Confesso que fiquei curiosa com o anuncio dessa presença na feira, lembro que no ano passado o estande das Lojas Americanas vendia diversas coisas, entre elas coisas para comer, jogos e consoles. Resta visitar o estande deles para saber o que despertou o interesse de ambas as partes nesse evento.



    • XBOX

    Provavelmente o estande que eu mais quero ver? Talvez. Só sei que tem tudo pra ser a marca mais badalada do evento já que vai trazer a Xbox Fanfest para a BGS. O evento acontecerá na noite do dia 11 e espero que traga muitas novidades já que o Phil Spencer, ninguém menos que o chefe da divisão do Xbox na Microsoft, vem ao Brasil para esse evento.

    Foi confirmado também que o novo XBOX ONE X estará disponível para experimentação, não vejo a hora de colocar as minhas mãos nele. 

    Divulgação
    • PlayStation

    Como todo ano o estande da PlayStations é um dos mais movimentados, esse ano eles laçam um aplicativo exclusivo para agendamento das atrações no estande. Entre os títulos disponíveis para teste estão: Gran Turismo Sport, Detroit: Become Human, Far Cry 5 e Call of Duty: WWII

    Divulgação SONY
    Além dos jogos, terão as seguintes atividades para o público:
    - 15:00-15:30 Gameplay no Videowall
    - 16:00-16:30 Sessões de autógrafos com convidados especiais (apenas nos dias 12 a 14 de outubro)
    - 17:00-19:00 Festival God of War, onde testaremos o conhecimento e a criatividade dos nossos maiores fãs de God of War!.

    • EXPOSIÇÃO: Evolução do Vídeo Game

    Presente na edição de 2016, a exposição conta com mais de 100 consoles colecionados pelo fundador da BGS, Marcelo Tavares. Esse ano vem com o apoio do Buscapé.

    Quem gosta muito de vídeo game como eu desde a infância, não pode deixar de conferir e a nova geração também precisa ver essas raridades.

    Saiba mais sobre a exposição clicando aqui.

    Divulgação
    • BRASIL GAME JAM
    Bom, como uma apaixonada que sou pela área de desenvolvimento em geral, sempre fico atenta ao Brasil Game Jam onde equipes de estudantes se reúnem para criar jogos em uma maratona de 48 horas com um tema que é entregue pra eles no início do evento, espero que o tema seja bacana esse ano.

    Depois que o jogo é desenvolvido, fica disponível a votação para o público jogar e escolher o melhor.

    Divulgação
    • BRASIL GAME CUP
    É um campeonato de e-Sports sempre realizado dentro da BGS, que esse ano ganhou sua primeira edição fora que aconteceu em abril no Centro de Convenções SulAmérica, no RJ. Acontece todos os do evento conforme calendário abaixo.

    11/10 - UNILoL
    12/10 - Clash Royale
    13/10 - DOTA 2
    14 e 15/10 - Counter-Strike: Global Offensive
    Mais informações: http://brasilgamecup.com.br
    Resultado de imagem para brasil game cup
    Divulgação
    Para saber todos os lançamentos que estarão presentes no evento, clique aqui.
    Para saber todas as marcas que estarão presentes, clique aqui.
    Para ver o mapa do evento, clique aqui.

    Nos vemos lá. ;)

    Resenha: Tá todo mundo mal, de @joutfuckinjout (@cialetras)




    Título: Tá todo mundo mal
    Autor(a): Jout Jout
    Editora: Companhia das Letras
    Páginas: 200
    Ano: 2016
    Skoob | GoodReads
    Compre: Buscapé | Submarino | Amazon
    Do alto de seus 25 anos, Julia Tolezano, mais conhecida como Jout Jout, já passou por todo tipo de crise. De achar que seus peitos eram pequenos demais a não saber que carreira seguir. Em tá todo mundo mal, ela reuniu as suas "melhores" angústias em textos tão divertidos e inspirados quanto os vídeos de seu canal no YouTube, "Jout Jout, Prazer".
    Família, aparência, inseguranças, relacionamentos amorosos, trabalho, onde morar e o que fazer com os sushis que sobraram no prato são algumas das questões que ela levanta. Além de nos identificarmos, Jout Jout sabe como nos fazer sentir melhor, pois nada como ouvir sobre crises alheias para aliviar as nossas próprias!

    Acompanho o trabalho da Júlia Tolezano, mais conhecida como Jout Jout, desde o dia em que ela lançou um vídeo que falava sobre relacionamentos abusivos com o título de "Não tire o batom vermelho". Fico sempre feliz a cada vídeo novo que assisto pelo jeito simples e irreverente com que ela fala sobre todo tipo de assunto, conseguindo assim, atingir um público maior. Com certeza isso que faz com que ela tenha um público com pessoas de diversas idades, ela encanta desde crianças até idosos com seu jeito.

    Uma foto publicada por Fernanda | Leitora Incomum (@leitoraincomum) em

    Somado ao seu carisma, Júlia é formada em jornalismo pela PUC-RJ e isso me fez criar diversas expectativas sobre o texto dela quando foi anunciado no início do ano em um encontro para blogueiros e livreiros. A expectativa que eu falo, era de um texto bem escrito e muito divertido, que foi atendida durante a leitura. O livro é composto por crônicas, que mais se assemelham a transcrições de histórias engraçadas que poderiam sem dúvidas ser contadas em vídeos no canal dela - algumas até já foram.

    Expectativa, essa é uma coisa que quase sempre estraga as minhas leituras, mas dessa vez não. Tudo que esperava encontrar nesse livro estava lá, em várias partes eu me senti lendo a transcrição de um vídeo no Youtube, algo que também aconteceu em outro livro que li recentemente. Assim, acabei me surpreendendo e me identificando mais com o livro do que eu realmente pretendia, senti minha mente trabalhar loucamente em alguns trechos e isso foi ótimo por ter conseguido me fazer esquecer um pouco que estava em semana de provas na faculdade.

    A gente tem essa impressão às vezes de que tem uma hora que a gente vai crescer. Tipo um dia, com hora marcada na agenda. Sexta que vem eu cresço. Quando na verdade a gente já cresceu faz tempo, mas é tão insuportável crescer, que a gente fica jogando lá pra frente. "Quando eu acabar a faculdade", "quando eu acabar a minha pós", "quando eu acabar o mestrado", e quando você vê, está com sessenta anos e nada de se sentir adulto. Você quer que sua vida comece logo, quando na verdade ela já começou há mais de vinte anos.
    Página 99

    Porém, nem tudo foram flores. Apesar de o livro ter me deixado felizinha em semana de prova, também tive momentos de decepção, especificamente em um capítulo. Tenho quase certeza, que das pessoas que gostaram do livro, eu provavelmente fui uma das poucas que detestou o texto A crise dos puns quentinhos. Senti como se aquela crônica não encaixasse, além de não agregar nada ali. Tentei na hora imaginar a razão dele ter permanecido, mas depois fiquei pensando que provavelmente várias pessoas se identificaram de alguma forma e riram com ele, provavelmente eu seria a chata em alguma roda de conversa que essa história fosse contada, rs.

    É claro que eu amo que me amem, e eu amo que amem meu trabalho, mas será que essa pessoa me amaria dessa forma se passasse um fim de semana na serra comigo? Ou ela ira querer me matar? Ou ia ficar indiferente a mim?
    Página 117

    Sem dúvida recomendo o livro para quem quer ler algo leve e, principalmente, para quem já acompanha ou gosta dos vídeos dela. Fora isso, se você é alguém em busca de uma leitura culta e crônicas mais elaboradas, fuja desse livro que ele não é para você. A intenção desse livro, é apenas de entreter com histórias do dia a dia, que a gente conta em uma roda de conversa qualquer com amigos. Óbvio que alguns trechos te fazem pensar em como você dá uma importância maior as coisas e, talvez, rever o seu modo de lidar com a vida, mas isso não é feito de algo profundo com em livros de autoajuda.

    Eu e caio temos o costume de pegar coisas simples e transformá-las em problemas horríveis para poder sofrer com eles.
    Página 146

    A melhor coisa de ter comprado esse livro, foi a oportunidade de autografar ele e abraçar essa pessoa maravilhosa que é a Júlia. Nesse dia, foi uma maratona de autógrafos, Arthur foi para conhecer outros dois youtubers, relevem a cara de morta na foto. ❤

    Uma foto publicada por Fernanda | Leitora Incomum (@leitoraincomum) em


    Obs.: Esse post não é um publieditorial, mas compras efetuadas a partir de alguns dos links contidos aqui, geram renda para o blog.

    Um pouco de rolou na Brasil Game Show 2016 (@BrasilGameShow)


    Oieeeeeeee!

    Semana de prova, pouco sono e loucura... Maaaaaaaaaaaas, cá está o vídeo e o post com informações complementares sobre a Brasil Game Show

    Logo oficial do evento

    Uma das coisas mais bacanas que eu vi por lá, foi o incentivo as crianças sonharem em criar e programar jogos através do estande da escola Super Geeks. Além se sonhar, aproximou as crianças da realidade sobre criação e desenvolvimento de games, mostrando até pra nós pais, que não existe uma idade limite para pensar em criar games.

    Falei um pouco disso e mostrei outras coisas no vídeo que fiz sobre a BGS como um pouco do campeonato de Just Dance e já está no canal tem alguns dias, maaaaaaaaas eu não tinha conseguido postar sobre aqui no blog. :(




    Brasil Game Jam para crianças
    Fotos retirada da página da escola Super Geeks
    Fotos retiradas da página da Escola Super Geeks
    Estande na Área Indie
    Toys Collection
    Estande da Saraiva que estava gigantesco
    Estande da Piticas
    Cosplay Zone

    Estande de Gwent
    Holy Avenger também na Área Indie
    Área de games antigos
    Estande da Twitch
    Parte do acervo da exposição de consoles antigos
    Street Fighter no estande da WB
    Uma das estátuas do estande da Saraiva

    Jogos, lojas, etc. exibidos e/ou mencionados:
    Summoners War
    Clash Royale
    Minecraft
    Call of Duth
    Holy Avenger
    Control Strike
    Gwent
    Street Fighter V
    Just Dance 2017
    Toy Collection
    Daya Luz
    Super Geeks




    Um pouco do que fiz na Bienal do Livro de SP 2016

    Antes tarde do que nunca, não é mesmo? SIIIIM.

    Eu juro que estou tentando me organizar para postar com mais frequência, poréééééém não dá ainda, mas logo dará, tenho fé. Enfim, vim falar para vocês um pouco sobre como foi a Bienal do Livro de SP nesse ano de 2016.

    Abaixo do vídeo, listei os livros citados e coloquei algumas fotos do evento.





    Algumas fotos do evento
    Bate Papo da Editora Rocco com a Mandy Candy e o pessoal do Diva Depressão, do Potterish e Caldeirão Furado.
    O único dia que parei para ir no estande da Rocco tirar foto, tinham fechado. </3
    Arthur participando de uma das atrações do estande do Itaú.
    E ele escrevendo o livro no estande do Itaú. 
    Encontrei a Pam Gonçalves por lá. <3
    Parte do bando que me acompanhou nesses dias de Bienal: Lucas, Danne, Giu do Prazer Me Chamo Livro, Rapha do Equalize da Leitura e Gabi do Livros & Citações.
    Eu tietanto a Jout.
    Estande de Nanotecnologia que o SENAI sempre leva para a Bienal e acho o máximo.
    Painel no estande de nanotecnologia que na verdade é uma escola móvel, que explica um pouco da nanotecnologia.
    E aquela despedida com sabor de quero mais daqui dois anos.
    Livros citados no vídeo:

    Ganhei de editoras

    Sou fã e agora? -  Frini Georgakopoulos
    O problema dos três corpos - Cixin Liu
    O feiticeiro de terramar - Le Guin Ursula K. e Resende Ana
    Quando o amor bater a sua porta - Samanta Holtz
    Indomável - S. Miller
    Coragem para pensar diferente - Padre Beto
    Puro Êxtase - Josy Stoque
    Tá, e daí? - Ana de Cesaro
    Poder Extra G - Thati Machado
    Como se fosse Magia - Bianca Briones

    Ganhei da Rapha do www.equalizedaleitura.com.br

    A garota do calendário - Audrey Carlan

    Ganhei da Gabi do www.livrosecitacoes.com

    Jogos Macabros - R.L. Stine
    Lobos de Loki - K.l. Armstrong & M.A. Marr
    Psicose - Robert Bloch

    Comprei para o Arthur

    Rick Bloco e a Ameaça da Peça Ônix - Tamony Hall
    A batalha da colina zumbi - Nancy Osa
    Authentic Games: A batalha da torre - Marco Túlio
    O guia completo Pokemon Go - Daniel Salengue & Luiz Fernando Duarte Júnior


    Obs.: Esse post não é um publieditorial, mas compras efetuadas a partir de alguns dos links contidos aqui, geram renda para o blog.